quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A Cozinha é um Laboratório nas Escolas (5)

Foi com grande prazer que recebemos o seguinte email no final do ano lectivo passado. É muito gratificante ver o nosso trabalho a ser usado nas escolas.
Agradecemos ao prof. David Costa as informações que nos enviou. Entretanto descobrimos uma reportagem sobre o trabalho. O link está no final do post.

Depois de termos entrado em contato, tenho vindo a desenvolver as experiências do projeto que teve como base o V. livro. Tem corrido tudo muito bem e os miúdos estão a adorar. Tal como havíamos combinado, envio um resumo da atividade das farinhas.

"São três os seres vivos envolvidos no fabrico do pão - o grão de trigo, um micróbio (a levedura Saccharomyces cerevisiae) e o homem." *
Durante a semana passada estivemos a realizar experiências com a levedação de farinhas (trigo, centeio, milho, alfarroba e arroz).
Nem todas as farinhas reagem de igual modo e o pão sai bem diferente, consoante o tipo de farinha utilizado.
Para as experiências não fizemos quaisquer tipo de misturas, porque pretendíamos ver apenas como cresciam as farinhas. E os resultados foram bem diferentes.
As proteínas existentes no trigo fazem com que a massa fique bem formada e agregada e com uma boa elasticidade, permitindo manter o gás produzido pela levedura no seu interior - o dióxido de carbono (CO2), tornando o pão fofo. Quando o glúten não tem força suficiente para reter o gás, como acontece na farinha de alfarroba e milho, o pão não fica fofo e tem um aspeto "mais pesado".
Com as experiências realizadas verificámos o crescimento das diversas farinhas:

  • O trigo duplicou de tamanho, cresceu 100%;
  • O centeio cresceu 75 %;
  • A alfarroba cresceu 0%;
  • O arroz cresceu 45 %;
  • O milho cresceu 50 %.

Com a participação da professora Teresa Vasconcelos e os seus alunos do 3º ano, fizemos as iniciais dos nomes de cada um com massa de trigo.

(Outras fotos AQUI)

Também estiveram presentes os meninos da pré, da educadora Céu. Alguns levaram as letras para casa para mostrar aos seus pais, outros deram-lhes logo umas dentadas.
Com o que sobrava das diversas massas e após algumas misturas, fomos provando diversos tipos de pão. Humm!
Experiências que se comem!

* Excerto do livro: A cozinha é um laboratório, de Margarida Guerreiro e Paulina Mata, Editora Fonte da Palavra.

Este excelente livro foi o ponto de partida para o desenvolvimento do projeto A cozinha, um laboratório e tem sido o apoio científico para a realização de experiências e aprendizagens. Obrigado às autoras e Editora pela autorização concedida para a utilização do mesmo.

Sem comentários:

Publicar um comentário