sábado, 31 de Dezembro de 2011

Um brinde a 2012 com muita Química

Hoje termina 2011. Um novo ano vai começar repleto de desafios... Mais do que nunca é importante ser optimista! Brindemos então 2012 com Champagne (ou um bom Espumante português). Melhor do que isso, façamo-lo conhecendo mais sobre a Química relacionada com estes vinhos...



( Publicado inicialmente em: Uma Química Irresistível )

quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

A Cozinha é um Laboratório nas Escolas (6)

É sempre bom saber que o livro "A Cozinha é um Laboratório" é usado nas escolas por professores e alunos. Descobrimos hoje, por acaso, mais uma destas situações - no site Viso em Movimento do Agrupamento Vertical de Escolas do Viso, no Porto.

"Entre os dias 10 e 25 de novembro esteve patente na Biblioteca a exposição «100 anos Prémio Nobel a Marie Curie – Mulheres na Ciência», inserida na comemoração do mês da Ciência.
.......
Aquando da visita à exposição, os alunos puderam entrar na aventura fascinante do mundo da Ciência e constatar a sua presença nas coisas mais simples do dia-a-dia.
.......
Já para os alunos do 3.º ciclo foi possível o visionamento de dois vídeos e a exploração do livro, apresentado nas sugestões de leitura, A cozinha é um laboratório de Margarida Guerreiro e Paulina Mata, mais concretamente a execução de algumas experiências propostas e a procura de respostas científicas para muitas situações que diariamente nos deparamos na confecção dos alimentos. "


De: http://www.visoemmovimento.com/n12024.html

sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

A Química entre Nós...

No âmbito do Ano Internacional da Química 2011, a Bayer Portugal e a Comissão Nacional da UNESCO organizaram, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, Lisboa E-Nova - Agência Municipal de Energia - Ambiente e com o apoio da Sociedade Portuguesa de Química, do Comité Português para as Geociências e do Comité Português para o Ano Internacional das Florestas e da Biodiversidade, a Exposição e o Concurso "A Química entre Nós......".

A Química nos Alimentos é um dos temas incluídos, com textos baseados em "A Cozinha é um Laboratório".


Clube 60+, Cozinha e Ciência...

No dia 7 de Dezembro, no Pavilhão do Conhecimento, participámos numa sessão do Clube 60+ em que conversámos da ciência associada a alguns doces de Natal.


A que se seguiu um simpático convívio.


A cozinha e ciência dão sempre origem a conversas animadas...

quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

A Cozinha é um Laboratório nas Escolas (5)

Foi com grande prazer que recebemos o seguinte email no final do ano lectivo passado. É muito gratificante ver o nosso trabalho a ser usado nas escolas.
Agradecemos ao prof. David Costa as informações que nos enviou. Entretanto descobrimos uma reportagem sobre o trabalho. O link está no final do post.

Depois de termos entrado em contato, tenho vindo a desenvolver as experiências do projeto que teve como base o V. livro. Tem corrido tudo muito bem e os miúdos estão a adorar. Tal como havíamos combinado, envio um resumo da atividade das farinhas.

"São três os seres vivos envolvidos no fabrico do pão - o grão de trigo, um micróbio (a levedura Saccharomyces cerevisiae) e o homem." *
Durante a semana passada estivemos a realizar experiências com a levedação de farinhas (trigo, centeio, milho, alfarroba e arroz).
Nem todas as farinhas reagem de igual modo e o pão sai bem diferente, consoante o tipo de farinha utilizado.
Para as experiências não fizemos quaisquer tipo de misturas, porque pretendíamos ver apenas como cresciam as farinhas. E os resultados foram bem diferentes.
As proteínas existentes no trigo fazem com que a massa fique bem formada e agregada e com uma boa elasticidade, permitindo manter o gás produzido pela levedura no seu interior - o dióxido de carbono (CO2), tornando o pão fofo. Quando o glúten não tem força suficiente para reter o gás, como acontece na farinha de alfarroba e milho, o pão não fica fofo e tem um aspeto "mais pesado".
Com as experiências realizadas verificámos o crescimento das diversas farinhas:

  • O trigo duplicou de tamanho, cresceu 100%;
  • O centeio cresceu 75 %;
  • A alfarroba cresceu 0%;
  • O arroz cresceu 45 %;
  • O milho cresceu 50 %.

Com a participação da professora Teresa Vasconcelos e os seus alunos do 3º ano, fizemos as iniciais dos nomes de cada um com massa de trigo.

(Outras fotos AQUI)

Também estiveram presentes os meninos da pré, da educadora Céu. Alguns levaram as letras para casa para mostrar aos seus pais, outros deram-lhes logo umas dentadas.
Com o que sobrava das diversas massas e após algumas misturas, fomos provando diversos tipos de pão. Humm!
Experiências que se comem!

* Excerto do livro: A cozinha é um laboratório, de Margarida Guerreiro e Paulina Mata, Editora Fonte da Palavra.

Este excelente livro foi o ponto de partida para o desenvolvimento do projeto A cozinha, um laboratório e tem sido o apoio científico para a realização de experiências e aprendizagens. Obrigado às autoras e Editora pela autorização concedida para a utilização do mesmo.

sábado, 22 de Outubro de 2011

Ervilhas Congeladas

As ervilhas quando são apanhadas têm um conteúdo alto de açúcar e são docinhas e muito saborosas. No entanto, assim que são apanhadas, os açúcares começam a converter-se em amido, que não é doce e dá uma textura diferente. Algumas horas depois de serem apanhadas, já são menos boas, alguns dias depois, não têm graça nenhuma, ficam duras e com pouco sabor. É o metabolismo normal das ervilhas e só há uma forma de evitar as reacções químicas que transformam os açúcares em amido - manter a temperatura baixa, retarda-as, congelar praticamente impede que ocorram.

Quem tem uma plantação de ervilhas ao pé, as colhe, descasca e mete no tacho tem as ervilhas no seu melhor. Quem as obtém só alguns dias depois de colhidas, e sobretudo se não estiveram armazenadas a temperatura adequada, não pode ter as ervilhas no seu melhor. Por esta razão uma percentagem muito baixa das ervilhas são vendidas frescas (cerca de 5%), tudo o resto é vendido enlatado (mas têm pouca graça) ou congelado. As grandes empresas, de forma a obter um produto com a maior qualidade possível, congelam as ervilhas muito pouco tempo depois de terem sido colhidas (poucas horas) de forma ao produto ser o mais semelhante possível a ervilhas acabadas de colher. E com processos de congelação muito rápidos e usando técnicas muito sofisticadas.



Da próxima vez que fôr ao supermercado repare que os pacotes de ervilhas congeladas têm a informação de que elas foram congeladas poucas horas depois de terem sido colhidas, é uma forma de lhe indicar que são o melhor que pode ter.

Publicado originalmente em: http://umaquimicairresistivel.blogspot.com/

quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Espuma de Limão

Ao escrever "A Cozinha é um Laboratório" tivemos que escolher os assuntos a abordar, de forma a que fossem diversificados e cobrissem uma variedade de assuntos. Uma escolha nem sempre fácil. Há muitos outros temas que gostariamos de ter incluído.

Uma tema que não foi abordado, foi a Espuma de Limão que frequentemente fazemos em sessões sobre cozinha e ciência. Uma sobremesa muito fresca e agradável e que permite ilustrar uma variedade de conceitos científicos. No entanto, tivémos oportunidade de preparar a Espuma de Limão, e de falar sobre ela, na nosa cozinha no programa ABCiência.

(Lamentamos mas o vídeo que tinhamos colocado não está já disponível pelo que o substituímos por um texto).



(clique nas imagens para as ver maiores)

segunda-feira, 12 de Setembro de 2011

Chuños - sabe o que é?

No blog "Uma Química Irresístivel" hoje fala-se de CHUÑOS, sabe o que é?


Leia o post e descubra...

A Cozinha é um Laboratório na Sic Mulher

Recentemente num programa da SIC Mulher - Mais Mulher - foi apresentado o livro "A Cozinha é um Laboratório".





Foi também apresentado o livro "Cozinha com Ciência e Arte" da autoria de Joana Moura.

Aqui fica um resumo do programa e o link onde poderá ver o excerto do programa em que os livros são apresentados.

Portugal também está na vanguarda da gastronomia! Existem chefs e cientistas que colaboram no sentido de inovar na gastronomia contemporânea, sem no entanto esquecer as nossas raízes, os nossos sabores.

Nesta rubrica vimos apresentar o trabalho made in Portugal, nesta área tão criativa como científica. O livro de Margarida Guerreiro e Paulina Mata, “A Cozinha é um laboratório”, faz-nos despertar o interessa da ciência na cozinha. Uma leitura importante para quem se interessa em perceber melhor o que se passa no seu quotidiano… dentro da sua cozinha!

O novo livro da Cooking.Lab, “Cozinha com Ciência e Arte”. Neste livro, encontrará receitas simples para explorar novas texturas, sabores e aromas, reinventar receitas tradicionais e criar experiências multi-sensoriais. Seguindo um conjunto de instruções simples, poderá dar um toque de originalidade às suas refeições, tornando-as inesquecíveis. Passo a passo, e através de novas técnicas, descubra uma cozinha de vanguarda, muito personalizada, adoptada por chefs de todo o mundo.

Estes novos conhecimentos proporcionam uma maior liberdade criativa e culminam em resultados surpreendentes, alterando a forma como percepcionamos e degustamos uma refeição.

http://maismulher.sic.sapo.pt/270629.html

domingo, 20 de Março de 2011

A Cozinha é um Laboratório em Bragança

Há uma semana estivémos em Bragança, no Centro Ciência Viva de Bragança. Onde participámos num Café de Ciência em que tivemos oportunidade de falar do nosso livro e conversar com os (muitos) participantes presentes. Uma conversa muito interessante!

No dia seguintes, houve uma acção de formação para professores de vários graus de ensino que tinham curiosidade de saber como poderiam integrar actividades em que os alimentos e a forma de os preparar são usados para introduzir ou ilustrar conceitos científicos.

Aqui fica uma reportagem da LocalVisão - TV de Bragança:



Foi um excelente fim de semana. Partilhar o nosso trabalho e conhecer e aprender mais é sempre muito bom!